terça-feira, 14 de março de 2017

Batalhão Raio: 13 anos de combate eficaz ao crime no Ceará




Raio 3
Márcio 2Márcio 3
Raio 1
Raio 5Raio 6BPRaio 7  
Raio 13
Tudo começou há 17 anos, com a idéia na cabeça de um jovem oficial da PM após viagem de estágio a Goiás. Era o ano de 2004 e o plano que fervilhava na cabeça  do militar começava a ser colocado em prática.  Nascia ali, embora que de forma bem acanhada, a modalidade de policiamento ostensivo cearense que hoje virou modelo para todo o País: o Batalhão de Rondas Intensivas e Ostensivas, o Raio. 

Da idéia do jovem oficial  Márcio Oliveira  para o sucesso, foi um pulo. O patrulhamento especializado sobre duas rodas teve início com apenas uma equipe de quatro policiais e três motos usadas, tiradas da sucateada frota do antigo Pelotão de Motos do 5º Batalhão (BPM). E o Raio foi crescendo. E se especializando. E dando resposta aos anseios da população.

De grupamento, passou a pelotão, depois companhia até, finalmente, em agosto de 2012, com a aprovação da Lei de Organização Básica (LOB), se transformou em um batalhão.  O então secretário da Segurança Pública do Ceará, coronel Francisco José Bezerra, foi um entusiasta da transformação e dotou o BPRaio de homens e viaturas (motocicletas).  Resultado: o Raio logo se tornou o recordista nas apreensões de armas de fogo e entorpecentes.
Em novembro de 2013 a unidade ganhou o reforço de 100 novos integrantes, passando a totalizar 17 equipes para o policiamento na Capital e Municípios da Região Metropolitana. E um mês antes, em setembro, foi instalado seu novo quartel, na Rua Érico Mota, na Parquelândia.

Rapidez e credibilidade
De 2014 até hoje, o BPRaio tem se firmado perante o conceito da população cearense como a mais eficaz ferramenta de combate ao crime,  por sua agilidade, rapidez no atendimento e na técnica e disciplina de seus integrantes.
Atualmente, o batalhão está presente em praticamente todo o Estado, com quartéis avançados nas cidades de Juazeiro do Norte, Sobral, Russas, Quixadá, Iguatu, Itapipoca e Crateús, além da Capital.  O projeto de implantação já anunciado pelo Governo do Estado prevê, em breve, quartéis em Itapipoca e Crateús.
Até 2018, o BPRaio  terá 60 equipes com 240 motocicletas e 13 viaturas. Em janeiro último, o governador Camilo Santana autorizou a compra de mais 140 motocicletas para o patrulhamento exclusivo em Fortaleza e na RMF, um investimento de R$ 5,3 milhões.

FONTE: FERNANDO RIBEIRO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.