segunda-feira, 27 de março de 2017

Preso no fim de semana jovem suspeito de matar bombeiro militar




 

Militar foi assassinado a tiros na semana passada ao tentar impedir que a filha e o neto fossem sequestrado por um traficante de drogas 
 
 Jorge Mairon Teixeira foi preso no bairro Jangurussu, em Fortaleza FOTO: Divulgação

Uma denúncia levou a Polícia Militar a capturar, no fim de semana, um dos suspeitos de envolvimento no assassinato do subtenente da Reserva Remunerada do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBM-CE), Francisco Luciano Ferreira Gadelha, 50 anos. O crime ocorreu na semana passada, no Município de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Policiais militares foram até o bairro Jangurussu (zona Sul da Capital) e prenderam Jorge Mairon Teixeira da Silva, 20 anos, que confessou ter participado do assassinato do militar, juntamente com o traficante de drogas e homicida Jangledson de Oliveira, o “Ném”, que continua foragido.
Para chegar ao suspeito, a Polícia havia localizado o automóvel usado na fuga dos criminosos. No carro estavam um homem e duas mulheres. Ao ser indagado sobre a origem do carro, o motorista revelou que havia comprado por R$ 5 mil e deu o nome da pessoa que lhe vendera: era Jorge Mairon.

Tiros
Imediatamente, os policiais seguiram para o endereço dele e o encontraram na rua, pedalando uma bicicleta. Detido e algemado, Jorge Mairon confessou que no dia crime, na última quarta-feira (22), estava em companhia de “Ném” quando este seguiu até a casa do bombeiro militar, no Conjunto Jereissati, em Maracanaú, e passou a discutir com a filha deste, com quem tivera um relacionamento e um filho.  Quando o casal estava batendo boca, o subtenente tentou intervir e “Ném” ordenou que Jorge Mairon  atirasse no militar. O subtenente ainda foi socorrido por vizinhos, mas não resistiu.

Em seguida, os dois bandidos fugiram no carro levando a filha do bombeiro como refém, além da criança, que foram deixados, depois, na CE-040, em Beberibe (a 95Km de Fortaleza).  Jorge Mairon retornou  para Fortaleza e tratou de vender o carro usado na fuga, por R$ 5 mil. Já o comparsa, eguiu na fuga em direção ao Rio Grande do Norte, onde também é caçado.

FONTE: CEARÁ NEWS7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.